Secretaria de Estado de Agricultura oferece crédito a produtores de uva

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Fruta comum na mesa dos brasileiros, especialmente nas festas de fim de ano, a uva recebe tratamento especial da Secretaria de Estado de Agricultura. Para incentivar a produção da fruta, a secretaria oferece aos produtores o programa Frutificar, um dos segmentos do Agrofundo, que disponibiliza linha de crédito com juros baixos. Anualmente a fruta vem apresentando aumento da produção e, em 2020, foram cultivadas mais de 90 toneladas de uva.

– A cultura de uvas no nosso estado vem ganhando cada vez mais espaço na zona rural e a secretaria vem trabalhando para buscar novas alternativas para aumentar a rentabilidade dos produtores, através da disponibilização de linhas de crédito via Agrofundo, além de dar apoio técnico para garantir a excelência na qualidade do produto. – ressaltou o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz.

Para o técnico responsável do programa Frutificar, Denilson Caetano, as expectativas de aumento de venda nesta época do ano são altas.

– Passamos por um período delicado com a pandemia e agora por ser um momento festivo há uma grande procura pelo produto com preços melhores. Vale ressaltar que com os recursos do programa, os produtores tiveram a complementação da renda, pagaram dívidas e alguns ampliaram e investiram em suas lavouras – afirmou.

O aumento da produção da uva e a rentabilidade que a fruta traz são comemorados por produtores. É o caso do produtor Leandro Souza Crespo, de Campos dos Goytacazes. Ele entrou no programa Frutificar no ano passado e hoje cuida de 200 pés de uva.

– O investimento do Frutificar ajudou bastante na minha produção. Estamos na primeira colheita e com a ajuda do programa consegui obter bons retornos. Também tivemos o total apoio dos técnicos responsáveis. É muito gratificante ter esse retorno – disse.

Benefícios da uva

A uva é fonte de vitaminas A, C e K. A fruta apresenta teores significativos de fibra alimentar, que auxiliam na promoção da saciedade e no bom funcionamento do trânsito intestinal.

– Podemos destacar diversas propriedades como a capacidade antioxidante e os efeitos cardioprotetor e anti-inflamatório, presentes principalmente na casca. Além de ser rica em ácido elágico, a fruta tem um composto que é relacionado com a redução do risco de câncer no intestino e no esôfago. Também reduz o estresse oxidativo e previne doenças cardiovasculares, além de outras doenças crônicas – explicou a nutricionista da Secretaria de Agricultura, Tatiana Novo.