Depois de fazer um pronunciamento ponderando todas as questões da necessária volta às aulas, o vereador Glauber Bastos voltou a abordar o assunto no plenário da Câmara Municipal, inclusive divulgando o Instagram criado por um grupo de mães que luta também pelo retorno planejado e dentro dos protocolos de saúde da OMS. Glauber propôs um sistema híbrido, ou seja, os alunos que não puderem participar do presencial, continuariam aprendendo pelo remoto e os demais, no presencial, o que estimularia a todos. O tema, polêmico para alguns, não intimidou o vereador, que considera o momento atual ruim para a formação dos alunos, sem um planejamento adequado de ensino.

“Enquanto isso, nas ruas e praças as crianças continuam se expondo, mas nas escolas não podem ir por quê?”, pergunta Glauber.

O vereador fez uma denúncia à procuradoria do município de que algumas escolas teriam retornado, a procuradoria respondeu prontamente dizendo que iria oficiar a Vigilância Sanitária para diligências em tais locais pois não havia sido autorizado nenhum retorno, sendo que, a volta ocorrerá nos próximos dias e no modelo híbrido. O mesmo proposto pelo vereador Glauber Bastos que afirmou:

“Espero que no próximo decreto municipal o prefeito tenha a sensibilidade de retomar as atividades em modelo híbrido e com segurança para alunos, pais e professores”.