Torneio de Robótica do SESI - Etapa Regional RJ -

Trinta e quatro equipes – das quais seis são de Macaé e Itaperuna –, formadas por crianças e jovens de 9 aos 16 anos, vão participar do Torneio SESI de Robótica, promovido pela Escola Firjan SESI, nos próximos dias 7 e 8 de maio. Dessa vez, devido à pandemia, o desafio, que faz parte do calendário do SESI Nacional, será on-line. A temporada Replay 2020/2021 do Torneio de Robótica FIRST Lego League (FLL) tem como pergunta-desafio: “O que fazer para tornar as pessoas mais ativas na região onde vivem, seja no campo, na cidade ou em qualquer outro lugar?”

“O torneio não é baseado apenas em programação e montagem de robôs. Ele fomenta a área de ciência e tecnologia, inspira a colaboração, o respeito e o trabalho em equipe. O torneio da FIRST tem como premissa promover a cultura científica, por meio da robótica e da solução de problemas do cotidiano, por isso destacamos que todo o torneio é muito mais que robôs”, avalia Simone Caires, analista da Educação Básica da Firjan SESI.

Destaques do Norte e Noroeste

No Norte e Noroeste Fluminense, participam cinco escolas de Macaé e uma de Itaperuna, num total de 39 jovens envolvidos. É o caso de da equipe Sesinhos, da Escola SESI Firjan Macaé, que na última edição ganhou o Prêmio Estrela Iniciante, com uma lixeira de reciclagem automatizada e interativa. Agora eles criaram a proposta de um robô portátil que bate corda inspirado em aparelhos de ginástica.

“Este torneio foi atípico e desafiador, com treinos e práticas realizadas de forma remota. E mesmo com as limitações, os estudantes desenvolveram pesquisa científica, aptidões com ferramentas tecnológicas, além de valores como respeito, disciplina e organização”, disse o técnico André Almeida, que acompanha o grupo formado por seis alunos.

Outro destaque de Macaé foi a equipe Robomac, também da Escola SESI Firjan Macaé, que projetou um controle de videogame adaptado para pessoas amputadas dos membros superiores. O projeto de inclusão busca promover a saúde física e mental por meio de jogos eletrônicos.

“A participação em atividades como o Torneio SESI de Robótica traz um ganho inestimável, pois permite exercitar as mais diferentes habilidades e disciplinas desenvolvidas na escola”, disse o técnico Alan Bonner, que acompanha o projeto ao lado de sete alunos.

Já na Escola Firjan SESI Itaperuna, a equipe Robotic Eagles, composta por 10 jovens, desenvolveu um protótipo de robô que auxilia a prática de basquete em ambientes fechados. Os alunos usaram como inspiração um dos brinquedos da Educação Infantil da própria Escola Firjan SESI Itaperuna.

“A robótica faz com que os alunos tenham uma maior proximidade com a ciência e a tecnologia, e vem despertando cada dia mais o interessante dos estudantes”, conta a técnica Ângela Costa.

Além dessas, as outras escolas da região que participam do programa são o Centro Educacional Mariza Curvelo (CEMAC), o Colégio Atlântico e a Escola Municipal Paulo Freire, todas de Macaé. Ao todo, participam 25 grupos das Escolas Firjan SESI, seis equipes de colégios particulares, uma de escola pública municipal e duas ONGs.

Programa internacional de exploração científica

O Torneio de Robótica FLL é um programa internacional de exploração científica, no qual crianças e jovens têm o objetivo de usar a imaginação e a criatividade para investigar problemas do dia a dia e buscar soluções que contribuam para um mundo melhor. Os campeões dessa Etapa Regional vão competir em junho na Etapa Nacional. Além dos três prêmios principais, chamados de Champion’s Award, eles concorrem nas categorias: Projeto de Inovação, Core Values, Design do Robô, Desafio do Robô e, a partir desta temporada, há ainda o Prêmio do Técnico.

Os desafios são diferentes a cada ano. Em 2020, com o tema Cidades Inteligentes, um dos premiados foi o Piso Gerador de Energia, desenvolvido por uma equipe da Escola SESI Firjan Jacarepaguá. O protótipo gera energia através de uma placa que trabalha quando sofre pressão. Assim, com as pisadas gerando energia, o projeto contribui ainda para a atividade física das pessoas.

A robótica faz parte da metodologia da Escola Firjan SESI, desde a educação infantil até o ensino fundamental. Na educação infantil, as crianças começam com experiências na modelagem e na investigação. A partir do 3º ano, iniciam no campo da programação.

O público poderá acompanhar a abertura, em 07/05, às 9h, e a premiação, em 08/05, às 16h, do Torneio FLL ao vivo no YouTube da Escola Firjan SESI. Mais informações: https://escolafirjansesi.com.br/robotica.