Moradores do interior do Estado do Rio de Janeiro interessados em aprender a supervisionar as ações do governo e de suas prefeituras podem participar do programa FiscalizaRJá – curso gratuito desenvolvido pela deputada estadual Adriana Balthazar (Novo). As inscrições vão até dia 4 de junho pelo site www.fiscalizarja.com.br.

“Tenho a missão de combater a corrupção e fiscalizar os gastos públicos, mas quero que mais pessoas se engajem nesse propósito. Com o curso, os cidadãos vão poder cobrar gestões eficientes e transparentes em suas cidades, o que vai contribuir para o resgate do estado como um todo”, afirma Adriana Balthazar.

 

Inspirado no “#Você Fiscal”, do deputado Bruno Souza, de Santa Catarina, o programa fluminense será voltado prioritariamente para jovens de 18 a 29 anos, que morem em qualquer um dos 92 municípios do Estado.

O FiscalizaRJá será realizado de forma online, com oito aulas teóricas e práticas. O conteúdo do curso vai englobar disciplinas de Administração, Licitações e Contratos, Cidadania e Controle Social, Orçamento e Transparência Pública. Os alunos que cumprirem o mínimo de 150 pontos nas atividades ganharão certificado. Aqueles que tiverem as maiores pontuações serão premiados.

Entre os professores, há auditores fiscais e de controle externo do TCE; especialistas em administração pública e professores de diferentes instituições, como PUC-Rio, FGV, ECG/TCE-RJ e IERBB/MPRJ.

“Com o FiscalizaRJá vamos ampliar nossa rede de lupas para que nada passe despercebido. Com conhecimento e atitude poderemos mudar a história do nosso estado”, comenta a parlamentar.

Inscrições e premiação

Nesta primeira edição, serão abertas 100 vagas. As inscrições deverão ser realizadas até as 18h de 4 de junho, em link disponível no site www.fiscalizarja.com.br. A divulgação dos selecionados será em 10 de junho, com início das aulas já no dia 15.

Ao término do curso, o aluno que tiver acumulado a maior pontuação nas atividades vai ganhar um celular, com pacote de internet habilitado por um ano, além de almoço e participação no plenário com a deputada. Os que tirarem a segunda e terceira maior nota também vão almoçar com a parlamentar. As viagens e hospedagens serão pagas para aqueles que morarem em municípios do interior.