Em alusão à Semana de Combate à Violência e à Exploração Sexual Infantil, promovida pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, a Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ), em conjunto com a Secretaria de Polícia Civil, por meio da Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (DEAT), e o Sindicato de Hotéis e Meios de Hospedagem do Município do Rio (HotéisRio), realiza ação de conscientização em todos os hotéis do estado do Rio de Janeiro. O objetivo é conscientizar para a questão do turismo sexual infantil. A ação integrada elaborou um cartaz de conscientização sobre o crime e os canais de denúncia. O material será exibido em painéis eletrônicos, sites e TVs dos hotéis.

Para o secretário de Turismo, Gustavo Tutuca, é fundamental que a ação aconteça como um recado para quem pensa em vir ao Rio de Janeiro para cometer este tipo de crime. “Nosso estado tem belezas naturais e uma diversidade incrível, que encanta os turistas. Não podemos admitir que visitantes venham para cá pensando em turismo sexual infantil. A união de esforços para essa conscientização é necessária”, afirmou.

A delegada titular da DEAT, Patricia Alemany, reforça a importância das denúncias imediatas, caso alguém presencie o crime. “Caso perceba algum crime de exploração sexual contra criança não fique calado! A denúncia é fundamental para que possamos reprimir e investigar e prender os autores deste crime.”, declarou a delegada.

Já o presidente da ABIH-RJ, Paulo Michel, disse que a hotelaria do estado do Rio de Janeiro está totalmente comprometida com esta campanha, que combate uma prática violenta contra crianças e adolescentes. “Temos um canal de comunicação direto com os órgãos competentes e uma equipe de staff informada e atenta para identificar e denunciar com agilidade este tipo de crime, que nada tem a ver com a essência positiva e transformadora do Turismo”, explicou Paulo Michel.

O presidente do HotéisRio, Alfredo Lopes, ressaltou que “a Polícia Civil realiza um meticuloso trabalho de investigação, prevenção e combate a esta prática monstruosa que mancha a atividade turística não somente no Rio de Janeiro, mas em outros importantes destinos nacionais e internacionais. Já avançamos muito neste cenário, mas é uma luta diária e incansável que não pode objetivar nada menos que zerar os casos. Saibam que o estado do Rio de Janeiro está 100% comprometido com esta campanha e turistas mal intencionados não são bem-vindos em nossos hotéis”, finalizou Alfredo.