Deputada Rosane Felix cobra urgências da Secretaria de Estado de Educação

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Presidente da Comissão dos Assuntos da Criança e do Adolescente na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), a deputada Rosane Felix (PSD) esteve com o secretário estadual de Educação, Alexandre Valle, nesta segunda-feira (19/07), para debater questões emergenciais relacionadas a estudantes e profissionais da educação.

A deputada reiterou a importância de a rede estadual dispor de intérpretes de libras. “Estes importantes profissionais precisam ser valorizados pelo Poder Público por serem fundamentais para a inclusão dos alunos surdos. Não podemos ter falta de profissionais ou atraso salarial de terceirizados”, disse a deputada.
Rosane Felix abordou a questão da transferência de 16h para 30h para os professores, e pediu mais efetividade de políticas públicas e ações de melhorias para o Degase, órgão responsável pela reintegração social de menores infratores.
Para maior segurança de alunos e profissionais da educação, e redução no consumo de energia nas escolas, a deputada também destacou a importância da implementação de leis de sua autoria: Lei 8.421/2019, de instalação do “Botão de Pânico” nas escolas, garantindo contato imediato com a Polícia; Lei 8.470/2019, de SMS nas escolas para informar aos responsáveis o horário de entrada e saída do aluno; e a Lei 8.673/2019, da Escola inteligente, consumo consciente, de instalação de lâmpadas com sensor eletrônico e torneiras automáticas, que além de acabar com o desperdício de energia e contribuir com o ambiente, gerará economia ao Estado.
“O secretário Alexandre Valle foi receptivo e nos apresentou propostas muito positivas que já estão sendo discutidas para o avanço da pasta da educação em nosso estado”, disse Rosane Felix, que também aproveitou a oportunidade para reiterar o posicionamento contra qualquer possibilidade de inserção de ideologia de gênero nas escolas.