O plantão judicial da Comarca da Capital decretou a prisão do então tesoureiro da Câmara de Vereadores de Miracema, Moisés Alves de Matos, de 44 anos (foto), acusado de pedofilia e estupro de vulnerável. A informação foi confirmada na noite desta segunda-feira, pelo delegado titular da 137ª DP, Gésner César Bruno, que comanda as investigações e representou pela sua detenção.

Segundo o delegado, o acusado teria oferecido dinheiro às vítimas, duas crianças – uma menina de 11 anos e um menino de oito – mantendo relação sexual com os mesmos em um motel em Miracema, onde os menores entraram abaixados no banco de trás do veículo, entre 20h e 21h da última sexta-feira (06).

– No quarto, o acusado ordenou que o menino filmasse o ato no celular (do autor) e acidentalmente a criança postou um pequeno trecho do vídeo no Instagram dele, Moisés, que o apagou rapidamente, mas já havia sido baixado por populares que informaram o fato à polícia, – destacou o delegado.

A partir da denúncia, a equipe da 137ª DP diligenciou até o motel, local do fato, com apoio do 36º BPM, e conseguiu as filmagens comprovando que o então tesoureiro, de fato, entrou no motel com seu veículo, bem como tiraram fotos do quarto e fizeram uma análise comparativa das fotos com prints do vídeo, comprovando todo o alegado pelas vítimas (as próprias que indicaram, o quarto do motel, comprovando assim a veracidade do depoimento das mesmas).

Moisés Alves de Matos, que exercia cargo de comissão no legislativo, teve a exoneração publicada nesta segunda-feira (09), pelo presidente da casa Fabrício de Sá Xavier, já é considerado foragido da Justiça. As investigações apontam que este, não foi um fato isolado e que as mesmas crianças, já vinham sendo suas vítimas em outras ocasiões.

O computador do envolvido foi apreendido e os dados estão sendo analisados pela perícia da Polícia Civil. Com o apoio da 143ª DP, agentes da distrital de Miracema, seguindo denúncia, realizaram hoje buscas pelo suspeito na cidade de Itaperuna, porém, não o localizaram.

– A polícia agradece aos populares que baixaram o vídeo na internet e o apresentaram a polícia, atitude legítima e de cooperação com a polícia, mas agora que o vídeo já está nas mãos da polícia ninguém pode guardar esse vídeo, sob pena de estar cometendo crime. Pedimos que todos apaguem esse vídeo e não mais o compartilhem, sendo legítimo apenas o compartilhamento para a polícia. A 137ª DP tem recebido diversas informações de que essas duas crianças não são vítimas isoladas do indiciado, portanto, solicita aos pais e responsáveis que em caso de suspeita, por mínima que seja, nos procurem, sendo que a intimidade dos pais e das crianças será preservada, – destacou o delegado

Quaisquer informações sobre a localização do investigado poderão ser repassadas anonimamente através do telefone (22) 3852-1977 – Plantão da 137ª DP- Miracema.

Rádio Itaperuna 96,9 FM