A Prefeitura de Itaperuna, através da Secretaria Municipal de Saúde, via Coordenação de Vigilância Ambiental em Saúde (CVAS), tem recebido denúncias referentes a infestação de roedores em residências, em alguns bairros do município.

A CVAS informou que por conta desta situação tem crescido o número de pedidos para a aplicação de raticidas. Assim sendo, o setor vem intensificando ações de controle de roedores por todo o município, principalmente nas localidades onde há residências e terrenos baldios.

As ações do setor consistem em supervisões em pontos estratégicos, onde o agente comunitário de endemias mediante inspeção da área, identifica se existe vestígios de roedores; e em caso positivo, é feito um planejamento para a desratização do local.

O secretário Municipal de Saúde Marcelo Ferreira, preocupado com o aumento de notificação de infestação de roedores, determinou à coordenação da CVAS, ações de conscientização e orientações sobre os cuidados que a população pode ter, como prevenção a infestação de roedores em suas casas.

Segundo Adriano Rodrigues de Azevedo, coordenador da CVAS, “há dois anos estamos focados com orientações sobre cuidados e medidas sanitárias de restrições e conscientização contra a covid-19. Porém, é tempo de lembrar dos cuidados com outras doenças, que também podem nos afetar. Dentre elas podemos citar a leptospirose, que é transmitida pela urina de ratos. Acidentes e infecções causadas por ratos são mais comuns do que as pessoas imaginam. Sendo assim, toda a atenção deve ser considerada, pois pode ser referência para uma infestação de roedores” conclui o coordenador.

FIQUE ATENTO!
A CVAS recomenda algumas ações que podem ser realizadas pelos moradores. Observar se existem fezes de ratos; furos que servem de tocas no chão, muros, ou entre as plantas; trilhas com marcas de patas, nos cantos de paredes, entulhos em quintais, lajes, embalagens de alimentos, caixas de madeira e papelão; fiação exposta; manchas de gordura pelo chão; vestígios de restos de algodão térmico do fogão no chão; cheiro peculiar de urina de ratos; e ninhos feitos de jornais em cantos das casas.

Os pedidos para a desratização seguem o padrão de atendimentos com as seguintes características: residências onde mora só uma família, unidades escolares e creches públicas, unidades hospitalares, conjuntos de residências e igrejas.

Para outras informações, solicitação de atendimento específico, dentre outras questões relacionadas ao setor, dirija-se à Vigilância Ambiental em Saúde (Casa Verde), situada na Rua Júlio César, 99, Centro (em cima da Farmacinha do SUS).

O e-mail do setor – cvasitaperuna@gmail.com – é outra forma de contato.

Você ainda pode se dirigir à UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua residência e relatar algum problema ao Agente Comunitário de Saúde (ACS), que ele passará a informação à Coordenação da Vigilância Ambiental em Saúde.

DECOM – Itaperuna