Agentes de segurança farão ato em 15 de setembro no Alerjão contra reformas do governo

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Agentes de Segurança Pública do Rio de Janeiro (civis e militares) ativos, aposentados e pensionistas farão um ato no dia 15 de setembro, em frente à nova sede da Assembleia Legislativa do Estado — conhecida como Alerjão —, em protesto ao pacote de austeridade que o governo Castro enviará à Casa ainda este ano. As medidas incluem reformas previdenciária, administrativa e o fim dos triênios para a adesão definitiva do Rio à nova versão do Regime de Recuperação Fiscal (RRF).

O movimento é organizado por integrantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Penal e Degase. Nas chamadas para o ato, as categorias criticam as medidas, que podem alongar o tempo de congelamento salarial, entre outras consequências. Apontam ainda outros itens específicos que afetam as carreiras.

Em relação aos militares, eles lembram que os inativos e pensionistas já estão sofrendo desconto integral (para contribuição integral) de 10,5% sobre os vencimentos devido à reforma do sistema de proteção social das Forças Armadas, PM e Corpo de Bombeiros dos estados (Lei Federal 13.954/20).

O Dia