Policiais chegam ao Rio em caravanas para reforçar ato na Alerj contra reformas

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Agentes de Segurança Pública do Rio de Janeiro protestam, nesta quarta-feira, contra as reformas propostas pelo governo estadual. PMs, policiais civis, policiais penais e bombeiros se concentram a partir de 10h em frente ao Alerjão — nova sede do Legislativo, no Centro. O ato é organizado pelo movimento SURJ – Segurança Unida Rio de Janeiro.
É prevista ainda a chegada de policiais militares que atuam fora da capital fluminense para a manifestação. Segundo o tenente da reserva, Nilton da Silva, do SOS Polícia, haverá caravanas saindo de Cabo Frio e Campos, além de cidades da Baixada, como Nova Iguaçu e Duque de Caxias.
Os bombeiros e PMs afirmam que a mobilização é contra a reforma previdenciária que o Executivo terá que enviar ao Legislativo ainda este mês como exigência da União  — sem relação com o Regime de Recuperação Fiscal (RRF).
A Lei Federal 13.954/20, que instituiu a reforma do sistema de proteção social das Forças Armadas, também alcança os militares dos estados. Diante disso, o governo fluminense terá que adequar as regras locais seguindo as diretrizes da norma nacional.
Além disso, a categoria aponta que alguns projetos do regime fiscal citam os militares, como a PEC 62/2021.
O Dia