O deputado federal Christino Áureo (PP-RJ), que preside a Comissão Externa de Acompanhamento da Concessão da BR-101, trecho entre a divisa do RJ com o ES até a ponte Rio-Niterói, se reuniu com os demais membros, na última terça-feira, para a primeira reunião oficial.

Na ocasião, foi aprovado um requerimento que solicita informações ao Ministério de Infraestrutura e à Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT), que regula as concessões. O objetivo é esclarecer aos usuários da rodovia e à população do Estado do Rio de Janeiro as razões pelas quais a concessionária Arteris Fluminense tenta fazer a devolução da concessão e, ainda, quais as implicações que essa ação terá, no que se refere ao pedágio e à finalização dos investimentos.

Vidas perdidas

De acordo com o deputado, a criação dessa Comissão Externa atende às reclamações dos usuários da estrada, que são os pagadores de pedágio e estão, há muitos anos, aguardando essas obras.

– Não é só o desconforto de uma viagem, interrompida por trechos não duplicados, por problemas decorrentes dessa ineficiência. São vidas perdidas.Temos um problema sério de segurança que precisa ser equacionado com urgência – afirma Christino Áureo.