Municípios vão perder R$ 354 bi com reforma tributária, diz Frente Nacional dos Prefeitos

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Líderes municipais assinaram uma nota conjunta nesta segunda-feira (30) contra o texto da PEC 110 – a reforma tributária. O projeto deve ser novamente debatido nesta terça-feira (31) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Os prefeitos argumentam que a proposta, como está pronta para votação, pode fazer com que os municípios percam até R$ 354 bilhões em 15 anos.

Ou seja, cerca de R$ 23,6 bilhões por ano, o que equivale a mais do que o total investido, por ano, pelo conjunto dos municípios em assistência social”, afirmam os prefeitos.

O principal problema da proposta, alegam os prefeitos, é a complexidade da tributação, fazendo com que as empresas prestadoras de serviço passem a contribuir no modelo do ICMS, que é mais complexo do que o atualmente utilizado.

Como solução, eles propõem a simplificação do ISS por meio da edição de uma nova Lei Complementar nacional, “que unifique as legislações locais, extinga a atual lista de serviços, preveja a cobrança do imposto em alíquota única municipal“, prevendo uma arrecadação nacional do tributo.

 

O Antagonista