Idosos do CRAS de Varre-Sai participam de palestras no Dia Mundial da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Na última quarta-feira, Dia Mundial da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, a Prefeitura Municipal de Varre-Sai, através da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação de Varre-Sai, realizou palestras com procuradores do município para os idosos cadastrados no CRAS.

Participaram das palestras, a secretária municipal de Assistência Social, Maristela Louvain Fabri Moraes, a coordenadora do CRAS, Araceli Miriam de Almeida Glória e a diretora de Bem-Estar e Amparo ao Idoso, Gislane Aparecida de Oliveira Gonçalves.

A procuradora do município, Valéria Celebrini, ministrou uma palestra sobre “Direito dos Idosos”.

“Uma das maiores conquistas para o idoso, foi o Estatuto do Idoso que veio tratar dos direitos dos Idosos”, afirmou Valéria.

E o procurador do município, Ziraldo Tatagiba, falou sobre “Tipos de Violência contra a pessoa idosa e métodos para prevenir”.

“A negligência e abandono, a violência financeira, a violência sexual e física e a psicológica/moral, são algumas formas de violência que os idosos sofrem”, lembrou  Ziraldo.

A ação visa a conscientização sobre a importância de manter os idosos em segurança, livre de que qualquer forma de violência.

“Hoje é o Dia Mundial da Conscientização da Violência contra o Idoso e os procuradores estão aqui para transmitir importantes informações. Ficamos agradecidos, as palestras foram interessantes e uma oportunidade para os idosos tirarem suas dúvidas sobre o tema”, afirmou a secretária de Maristela.

A diretora de Bem-Estar e Amparo ao Idoso, Gislane Aparecida de Oliveira Gonçalves, falou da importância do momento.

“A gente aprende muito com os idosos, sobre amor e fidelidade. E a defesa ao idoso é muito importante porque existem idosos que são maltratados e precisamos conscientizá-los dos seus direitos” concluiu.

Silaine Terra